Le Conseil des ministres approuve 12,02 milliards de kz pour le plan intégré de Luanda

La ville de Luanda
Francisco Miúdo


Luanda - Le Conseil des ministres a approuvé, ce jeudi, le Plan d'intervention intégré de la province de Luanda, doté d'un budget global de 12,02 milliards de kwanzas pour l'exécution de 2.786 projets au cours de la période 2023/2027.

La session extraordinaire du Conseil des ministres, consacrée à la province de Luanda, a été présidée par le Chef de l’État angolais, João Lourenço.

Sur le montant total des dépenses, 5,7 milliards de kwanzas (48%) constituent le budget du Gouvernorat de la province de Luanda et les autres 6,2 milliards de kwanzas (52%) appartennient aux départements ministériels.

Le document, présenté lors d'une conférence de presse du gouverneur de Luanda, Manuel Homem, à l'issue de la session du Conseil des ministres, précise que sur les 2.789 projets, 90% appartiennent au Gouvernorat de la province de Luanda et 10% aux départements ministériels.

Source  :   

https://www.angop.ao/fr/noticias/politica/conselho-de-ministros-aprova-kz-12-02-bilioes-para-plano-integrado-de-luanda/

Mis à jour le  :   

3/11/2022

Vista parcial da cidade de Luanda, capital de Angola
Francisco Miúdo


Luanda – O Conselho de Ministros aprovou, nesta quinta-feira, o Plano Integrado de Intervenção da Província de Luanda, com um orçamento global de 12, 02 biliões de kwanzas (cerca de USD 23,6 mil milhões), para a execução de 2. 786 projectos no período 2023/2027.

A sessão especial do Conselho de Ministros, dedicada à província de Luanda,  foi orientada pelo Presidente da República, João Lourenço, dando sequência ao encontro realizado há 15 dias.

Do valor global das despesas, 5,7 biliões de kwanzas  (48%)  constitui o orçamento do Governo  da Província de Luanda, para o referido plano e os outros  6,2 biliões de kwanzas (52%)  são dos departamentos ministeriais, de igual modo, em torno das mais variadas empreitadas para a capital do país.

O documento, apresentado em conferência de imprensa pelo governador de Luanda,  Manuel  Homem, no final da sessão do Conselho de Ministros, faz  menção  que dos 2.786  projectos, 90%  são do Governo da Província de Luanda e  10% dos departamentos ministeriais.

De acordo com Manuel Homem, o Plano vai dar prioridade a projectos ligados a infra-estruturas de saneamento básico (macro e micro drenagem), do sector das águas, energia, vias de comunicação, saúde e educação.

Já para 2023, os projectos paralisados, há alguns anos, na província de Luanda voltam a entrar em obras, além do surgimento de novos projectos em vários domínios, num total de 2. 236, com um orçamento de 5,4  biliões de kwanzas (cerca de USD 11,09 mil milhões).

Só em termos de projectos paralisados, que voltam a entrar em obras, contabilizam-se 30, que vão consumir do Plano 79,7 mil milhões de kwanzas (cerca de USD 163,3 milhões).

Manuel Homem falou do reforço das vias de comunicação em todas as saídas de Luanda, apontado, a título de exemplo, as estradas Benfica/Barra do Kwanza, Catete/Maria Tereza, Cacuaco/Caxito e a Nova Marginal de Luanda.  

“Estas vias estruturantes, para a província de Luanda, foram consideradas prioritárias”, avançou.

Segundo o governador, há outro conjunto de obras que tem em vista a requalificação de determinados bairros de Luanda, entre os quais, a Terra Nova, o Popular, o Marçal e a Camama 01.

Manuel Homem adiantou que no quadro das obras estão previstas a reparação das valas de drenagem, vias secundárias e terciárias, entre outros projectos sociais.  

“É um programa que, para a província de Luanda, foi preciso articular com os departamentos ministeriais”, explicou o governador, acrescentando que o Plano integra, também, a extensão do caminho-de-ferro, para o novo aeroporto internacional.  

Para 2023, o Governo angolano já tem um orçamento na ordem dos 309 mil milhões de kwanzas, com 251 projectos voltados para escolas (27), saúde (29),  saneamento básico (6), energia (22), juvetude e desportos (8), edifícios públicos (4), infra-estruturas, vias de comunicação, entre  outros.

“Há trabalhos que já estão a ser implementados e os cidadãos já podem constatar”, referiu apontado algumas vias interditas que se encontram em obras, além da melhoria da iluminação pública.  

A província de Luanda conta com mais de sete milhões de habitantes, em nove municípios.

Fonte  :   

https://www.angop.ao/noticias/politica/conselho-de-ministros-aprova-kz-12-02-bilioes-para-plano-integrado-de-luanda/

Atualizado  :   

3/11/2022

Conseil de lecture

"Poemas de Angola"
Agostinho Neto

L'Angola en Musique

Citation

" Il n'est pas nécessaire de réussir pour entreprendre, ni d'entreprendre pour réussir "
Le Duc d'Orange

Vidéo