Le Gouvernement annonce le marquage des hippotragues noirs

Luanda – Une opération de recensement et de marquage de deux semaines pour les hippotragues noirs géants (Palanca Negra Gigante) est prévue en juillet 2022, en vue de surveiller et de préserver en permanence les animaux du sanctuaire de Cangandala.

Situé à 50 kilomètres au sud de la ville de Malanje, bordé au nord par la rivière Cuije et au sud par la rivière Cuque, le parc national de Cangandala compte actuellement 90 hippotragues noirs géants.

Le site construit pour garantir la sécurité, améliorer les performances de reproduction et le rétablissement de la population de Palanca a une couverture de 4.400 hectares.

En matière de sécurité renforcée, le parc bénéficiera de 69 nouveaux surveillants, actuellement au total 85, dont 30 seront placés dans la réserve de Luando.

Source  :   

https://www.angop.ao/fr/noticias/ambiente/governo-anuncia-campanha-de-marcacao-da-palanca-negra-gigante/

Mis à jour le  :   

12/11/2021

Luanda  – Uma operação de censo e marcação da Palanca Negra Gigante, com a duração de duas semanas, está marcada para Julho de 2022, com vista a monitorização e preservação permanente dos animais a nível do Santuário de Cangandala.

Localizado a 50 quilómetros a sul da cidade de Malanje, limitado a norte pelo rio Cuije e a sul pelo rio Cuque, o Parque Nacional de Cangandala conta actualmente com 90 Palancas Negras Gigantes.

O local construído para garantir a segurança, melhorar o desempenho reprodutivo e a recuperação da população de palancas tem uma cobertura de quatro mil e 400 hectares.

No que toca ao reforço da segurança, o parque beneficiado de 69 novos fiscais, somando actualmente 85, sendo que 30 serão colocados na reserva integral do Luando.

Para o engenheiro Pedro Vaz Pinto, da Fundação Kissama, que falava no workshop sobre o Estado actual de Conservação da Palanca Negra Gigante, a operação de censo e marcação vai ainda ter um pendor científico destinado a estudos sobre a história evolutiva, hábitos alimentares e reprodução.

Em relação ao projecto da palanca 2012-2019, informou que permitiu a localização de todas as manadas do Luando, bem como a colocação de 45 coleiras GPS e 22 VHF.

Por sua vez o administrador do Parque Nacional de Cangandala, Victor Paca, referiu que a maior preocupação tem que ver com a falta de água, tanto para o ser humano (fiscais) e os animais.

“Neste momento, três furos secaram. É de máxima urgência a reposição dos furos, atendendo a realidade que se vive”, referiu.

Já o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Zau, referiu o workshop serviu de para conhecer alguns problemas de carácter ambiental, no que toca a preservação e da sustentabilidade ambiental como factor de cultura e desenvolvimento.

A descoberta científica dos primeiros exemplares da Palanca Negra Gigante (Hippotragus niger variani) ocorreu em 1909, numa acção promovida por Frank Varian, enquanto a sua descrição científica foi em 1916.

Em 1916, foi decretada a proibição da caça, no distrito do Cuanza, enquanto a sua inscrição na Lista Vermelha de Protecção aconteceu em 1933.

Fonte  :   

https://www.angop.ao/noticias/ambiente/governo-anuncia-campanha-de-marcacao-da-palanca-negra-gigante/

Atualizado  :   

12/11/2021

Conseil de lecture

"Poemas de Angola"
Agostinho Neto

L'Angola en Musique

Citation

" Il n'est pas nécessaire de réussir pour entreprendre, ni d'entreprendre pour réussir "
Le Duc d'Orange

Vidéo